ANÁLISE DO DISCURSO DE TONY D’AMATO (Filme “Um Domingo Qualquer”)

por Fábio S. Vasconcelos

Um ótimo filme “UM DOMINGO QUALQUER” (Any Given Sunday), com direção de Oliver Stone, é detentor de um dos mais belos discursos de motivação do cinema atual. É um discurso maravilhosamente criado e entregue brilhantemente por Al Pacino.

Claro que é um “discurso de vestiário”, mas um dos discursos motivacionais mais bem estruturados que vi no cinema, e entregue pela bela atuação do Al Pacino. Conhecido informalmente como “Polegada por Polegada”.

ASSISTA E ACOMPANHE A ANÁLISE.
Preste atenção, e perceba o que você poderá usar poderosamente quando estiver em uma situação parecida.

O personagem, o Coach Tony D’amato (Al Pacino) leva o time em um espiral de emoções (PATHOS). Inicia com um tom pacífico e terno, e devagar vai construindo um o contexto do problema que o time estava enfrentando no jogo de Futebol Americano. Tony eleva a auto-estima e a derruba pelo menos duas vezes, e vai alterando as emoções dos atletas gerando uma cadência envolvente na fala. RAPPORT imediato!

Gerando expectativa, convida aos jogadores para uma Jornada que eles deveriam ESCOLHER fazer. Pois a vida dele é um exemplo de perdas sucessivas, resultado de suas escolhas, e a vida é como um jogo de escolhas (História pessoal humanizando-o).

Para vencer no jogo e na vida temos avançar uma vitória de cada vez, polegada por polegada (LOGOS). Existe uma diferença em quem escolhe vencer ou perder. Essa escolha é a avançar uma “Polegada”… Essa palavra “Polegada” é a base do seu discurso. É o molho da macarronada. Ele repete não uma vez, nem duas vezes, mas 13 vezes. Repetição é uma ferramenta poderosa para fixação de sua mensagem. Pelo menos 3 vezes… (TRICOLON).

Aliás, o 3 (três) é o número mágico na retorica! O personagem usa conjuntos de três frases ou palavras semelhantes – pelo menos quatro vezes. Usar TRINCAS é uma técnica poderosa para fazer uma ideia ficar na mente do seu público.

D’amato fala com emoção genuína e se expõe, humanizando sua fala além de passear o olhar por sua audiência procurando ver a todos (ETHOS).
Faz uso retórico dos contrastes, tão importantes na persuasão. Eles são usados de forma contundente: o inferno e a luz; ganhar e perder; vivendo e morrendo. Palavras simples para com pessoas simples que precisariam estar “juntos por uma polegada” a mais.

O técnico Tony D’amato conclui sua fala com um apelo à AÇÃO: “O que você vai fazer?”. (BINGO! Sempre encerrar com um chamado, se possível com uma motivação para a Ação).
Ele percorre claramente o nosso MODELO PSM (FSV Advice – Comunicação de Alta Performance para Líderes & Produtividade) na integra!
—————–
– Você pode colaborar com suas observações nos comentários. Manda bala!

Fábio S. Vasconcelos
Adviser em Comunicação Assertiva

#oratória #umdomingoqualquer #comunicaçãoassertiva #falarbem #falarbemempublico#pesuasão #retórica

Anúncios

Deixe seu Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s